Entrevista com Emicida para rádio pública alemã

Conheci o Leandro nas batalhas de freestyle, quando ele estava começando, lá pelo ano de 2006. Lembro de ficar hipnotizada com seu talento e encantada com suas rimas. Quase 15 anos depois, dessa vez é no revolucionário Laboratório Fantasma que encontrei Emicida para falar para a rádio pública alemã WDR/Cosmo sobre o lançamento internacional de seu último álbum AmarElo.

No papo, ele lembrou de momentos especiais (históricos, eu diria!) em que nossas vidas se cruzaram, como o show “Brasilintime” em 2006 no Sesc Pompeia com Wilson das Neves, João Parahyba, Pupillo, DJ Primo e DJ Nuts. Outra pérola que ele lembrou foi em 2007, no show “Tim Maia Racional” que produzi no Aud. Ibirapuera com Marku Ribas, Carlos Dafé, BNegão, Catatau, Thalma de Freitas, Kamau e Instituto. Quanta lembrança boa! ️

Depois dessa pequena viagem pelo tempo, ele me conta sobre a reflexão que propõe pelo disco AmarElo. “São quatro pilares: paz, clareza, coragem e compaixão. Quando você consegue alcançar um grau de serenidade, alcança a clareza e reflete melhor. Daí, alcança uma capacidade grande de compaixão, porque consegue se colocar no lugar do outro e cria coragem pra mudar a realidade. É isso que o Brasil e o mundo precisam fazer nesse momento de urgência”.

Falou da importância em se valorizar os mais velhos e do tanto que a indústria musical do Brasil perde ao ficar só no mainstream, ignorando artistas que fizeram história – e ainda estão vivos.  “Infelizmente a gente não tem a cultura de exaltar essas personalidades. Acho que por isso me relaciono tanto com pessoas mais velhas. Acho fundamental que a gente entregue as flores pra elas enquanto ainda podem sentir o cheiro”.

Nota pessoal: pra provar que ele realmente pratica isso no seu dia-a-dia, lembrei que nesse mesmo dia da entrevista, ele atrasou um cadinho em função de um almoço que teve com a rainha Leci Brandão.

“Eu tenho um circulo pessoal com gente mais velha. O tempo que passei no estúdio, em turnê, fazendo musica com Wilson das Neves, a possibilidade de me aproximar do Caetano, a relação com a Fabiana Cozza, as coisas que fiz com Elisa Lucinda, tudo isso me apresentou outras formas de ver a vida, diferente do que a minha geração vê”.

“Pra mim a relação mais intensa foi com Wilson das Neves. Ele tinha uma relação respeitosa e diferente com o tempo. Todo mundo tá atrasado, o Wilson das Neves nunca estava atrasado! Ele tinha uma relação muito tranquila com o tempo, ele estava sempre no tempo dele”.

E, com a tranquilidade e força de quem se sabe, seguiu compartilhando inúmeras histórias sobre a feitura de AmarElo. Que honra a minha poder compartilhar esse tipo de alimento pra alma com o mundo. Como diria o mestre Das Neves, ô sorte!

Foto: Carol Pascoal

Você pode ouvir a matéria em alemão aqui http://bit.ly/2T1l6kd e essas são as músicas que escolhi como trilha sonora :

  1. Principia feat. Pastor Henrique Vieira, Fabiana Cozza & Pastoras do Rosário
  2. Pequenas Alegrias da Vida Adulta feat. Marcos Valle
  3. Quem Tem Um Amigo (Tem Tudo) feat. Zeca Pagodinho, Tokyo Ska Paradise, Wilson das Neves)
  4. Ismalia feat. Larissa Luz e Fernanda Montenegro
  5. Amarelo feat. Majur e Pabllo Vittar
  6. Libre feat. Ibeyi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s